Alternate Text
CNAM
O Leite na Alimentação Alternate Text Alternate Text
Origem e Processamento Alternate Text Alternate Text
Origem e Processamento
go back arrow anterior

UM ALIMENTO NATURAL COM GRANDE VALOR NUTRICIONAL

O leite é um alimento natural, sendo o produto da secreção mamária normal de mamíferos. O mais consumido é o leite de vaca, mas dependendo da região e da utilização, pode provir de outros animais leiteiros como a cabra, a ovelha, a búfala, a camela ou a égua.

No caso do leite de vaca, o bem-estar das vacas é determinante para a qualidade do leite que oferecem. O leite deve ser proveniente de produtores com estábulos registados que proporcionem a melhor alimentação, saúde, limpeza e conforto aos animais.

O leite é recolhido em salas de ordenha com equipamento que permite manter as propriedades naturais do leite através da sua refrigeração (temperatura entre 0 °C e 4 °C), até ser transportado em camiões cisterna isotérmicos para a fábrica.

Quando o leite chega à fábrica é submetido a uma triagem qualitativa, através de análises laboratoriais: microbiológicas, nutricionais (como proteína, gordura, entre outros indicadores), entre outros parâmetros de qualidade e segurança.

A origem e o processo de transformação do leite são determinantes na qualidade deste alimento.

Navegue pelo menu acima para saber mais sobre a origem e o processamento do leite e dos seus derivados.

Cnam Conteudos02


O leite é submetido a um tratamento standard que garante a sua segurança e conservação, recorrendo apenas a processos de natureza física: movimento, calor, barreiras. Não é permitida a adição de conservantes, ou qualquer outro tipo de aditivos no tratamento do leite.
 
MOVIMENTO
O leite é sujeito ao processo de normalização que consiste no ajuste do teor de gordura por centrifugação, obtendo-se leite gordo, meio-gordo e magro. Posteriormente é homogeneizado, distribuindo uniformemente os glóbulos de gordura.

CALOR
De seguida, o leite é submetido a um tratamento térmico, como a pasteurização ou a ultrapasteurização, que combina a exposição do leite a temperaturas elevadas durante um curto período de tempo. Este choque térmico elimina as bactérias patogénicas, assim como outras, que poderiam levar à sua deterioração, permitindo a sua conservação em segurança durante mais tempo, sem alterar a sua composição ou prejudicar as suas qualidades nutricionais.

BARREIRAS
Após o tratamento térmico, procede-se ao enchimento em embalagens, que por si só criam uma barreira à contaminação.
Os nossos leites são enchidos em embalagens estéreis, assépticas e isentas de ar, o que aliado ao tratamento térmico prévio permite conservar as características físicas e nutricionais do leite durante mais tempo.

TIPOS DE LEITE
Os leites são classificados legalmente de acordo com os seguintes critérios:
Tratamento térmico: pasteurizado ou ultrapasteurizado (UHT);
Teor de gordura: Leite gordo ou leite inteiro (teor de matéria gorda mínimo de 3,50 %); Leite parcialmente desnatado ou leite meio-gordo (teor de matéria gorda entre 1,50 % e 1,80 %); Leite desnatado ou leite magro (teor de matéria gorda máximo 0,50 %).


go back arrow Voltar ao Topo

Este site utiliza cookies para melhorar a funcionalidade e a sua experiência de utilização do mesmo. Os cookies servem, por exemplo, para saber quem são os nossos visitantes e, desta forma, prestar um melhor serviço, mais seguro e personalizado para garantir acesso a todas as áreas do site ou para assegurar algumas funcionalidades em particular. Ao navegar neste site está a consentir a utilização de cookies. Pode consultar os Termos de Utilização do site aqui.